Retrofit Verde. Você sabe o que significa e qual a sua importância?

Antes de falarmos sobre Retrofit verde é importante relembrar o conceito do que significa Retrofit. Vamos lá então.

Retrofit é um processo de atualização e renovação de edifícios. É um processo de melhorias das instalações antigas visando a melhoria do espaço. Corrigindo problemas, deixando mais seguro e confortável para os usuários. Pode incluir a atualização de instalações elétricas, hidráulicas, fachadas, estrutura, revestimentos etc. O retrofit é uma tendência que surgiu na Europa com a intenção de solucionar o problema de ter uma quantidade enorme de edifícios antigos e históricos inutilizados possibilitando assim seus usos.

Com isso podemos remeter ao conceito do Retrofit Verde.
No Retrofit Verde acontece atualizações e melhorias em edifícios já construídos tendo como prioridade conceitos de sustentabilidade. Colocando em foco a eficiência, economia e o bem estar dos usuários.  A estrutura da edificação é aproveitada nesse processo e com isso pode ocorrer mudanças de pequeno a grande porte. Uma das principais mudanças propostas é em relação a eficiência energética. É feito um diagnóstico no sistema elétrico e climatização, propondo então melhorias. A substituição de lâmpadas antigas por lâmpadas de led, a instalação de sensores de movimento e novas estratégias de climatização do ambiente são exemplos de soluções de retrofit verde. Outra melhoria que é bem usada é adicionar sistemas de reaproveitamento de água. O reuso da água da chuva e sistemas de tratamento de água cinzas são propostas que ajudam muito na economia da edificação.

A tendência do Retrofit Verde está para ficar. Nos EUA, o mercado da construção sustentável saltou de U$10 bi para U$236 bilhões em apenas oito anos e a estimativa é ainda crescerá de três a cinco vezes nos próximos cinco anos devido a grandes projetos verdes de modernização que estão cada vez mais frequentes nas grandes cidades.

Dois grandes exemplos que impulsionaram essa tendência do Retrofit verde foi o Empire State Building, em Nova Iorque, que hoje economiza milhões de dólares ao ano, e a solução da prefeitura de Atlanta, na Geórgia, de não construir ou alugar edifícios novos, mas sim usar prédios públicos antigos e adotar o sistema de retrofit.

Hoje vemos Retrofits verdes acontecendo em grandes cidades do mundo, inclusive no Brasil. No Rio de Janeiro o grande exemplo é a modernização do edifício comercial RB12. Em Curitiba, duas construtoras uniram esforços para atender a demanda do mercado corporativo de Retrofit.

E quais são as grandes vantagens do Retrofit verde?
Uma edificação que passou pelo por essa atualização consegue reduzir cerca de 30% o uso de energia e até 50% do uso de água. Com essas economias, essa edificação, consegue reduzir os impactos provocados pelas novas edificações que são: mais de 40% de toda extração da natureza é destinada à construção civil, 50% da energia gerada é destinada para o funcionamento das edificações e metade dos resíduos sólidos urbanos são produzidos pelas construções e demolições. Além disso tudo o Retrofit é também uma boa solução comercial, pois pode aumentar em até 10% a valorização do imóvel para venda de empreendimentos e também de locação.

A renovação de edificações já existentes é tão importante para a sustentabilidade como para as cidades. Assim conseguimos unir forças para gerar menos impacto. O Retrofit Verde é uma tendência que já está acontecendo e veio para ficar.


Gostou? Compartilhe agora mesmo!

Especialista em Arquitetura Sustentável pela PUCPR, graduada em Arquitetura e Urbanismo pela UTP, CEO do escritório de arquitetura Aria41 e consultora em projetos sustentáveis, integrante do CivicWise e professora na Escola de Sustentabilidade.