Nova Iorque mapeou todas suas árvores e fornece informações sobre cada uma

Nova Iorque, nos Estados Unidos, se mostrou à frente das demais metrópoles do mundo ao lançar um importante programa de conhecimento de seus recursos naturais. Foram catalogadas todas as árvores da cidade e disponibilizados detalhes sobre cada uma delas por meio de um sistema na internet. Todas as pessoas podem acessá-lo e conhecer especificidades de cada exemplar, como sua espécie, seu endereço, fotos do local, etc.

Como se isso não bastasse, o sistema disponibiliza ainda os benefícios ecológicos de cada planta, como a redução anual de dióxido de carbono presente no ar, a energia conservada a cada ano, valor total em dólares que a cidade economiza com cada árvore, etc.

São mais de 684 mil árvores de 216 espécies. A cada ano são economizados 672,543,111 kWh de energia, totalizando 84.905.126,37 dólares e 642 toneladas de poluentes removidos, dentre outros benefícios.

Mapa de árvores Nova Iorque

No mapa, ao clicar em uma árvore, é possível ver informações sobre a espécie, a folha, o diâmetro, o endereço com número onde a árvore está e sua foto, pelo Google Street View. Os benefícios da vegetação foram calculados utilizando fórmulas do Serviço de Florestas dos Estados Unidos. Eles apontam que as quase 685 mil árvores da cidade são capazes de reter 1 bilhão de galões de água de chuvas e tempestades, poupando $10,8 milhões em reparação de danos fluviais e problemas relacionados a inundações.

Com as suas árvores, a cidade reduz a emissão de dióxido de carbono (CO²) e de outros gases poluentes em cerca de 1,2 milhão de toneladas, gerando economia de US$ 10,9 milhões. O mapeamento também traz dados sobre a redução do consumo energético na cidade, que gera contenção de US$ 85,2 milhões de dólares anualmente. Ao todo, estima-se que as árvores forneçam à cidade economia de 11 milhões de dólares ao ano.

No Brasil as iniciativas do mesmo cunho ainda estão engatinhando. Na verdade, a cidade com o melhor sistema do país é São Paulo, embora tal sistema seja muito inferior ao apresentado pela cidade americana. Tratam-se de informações simples, sem detalhamento e de produção descentralizada.

Para acessar o sistema de Nova Iorque, acesse: https://tree-map.nycgovparks.org.

Compartilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *