Gestão ambiental, qual o nível de sua empresa?

A preocupação com questões ambientais no âmbito empresarial é uma constante necessária. As tendências econômicas e de mercado gradativamente relegam ao ambiente corporativo a necessidade por buscar a melhor relação possível entre gestão, produção, prestação de serviços e meio ambiente. A realidade que se apresenta é totalmente variada. De empresas que não possuem qualquer preocupação e busca por melhorias em relação a seus processos de gestão ambiental, até empresas pró-ativas, que apresentam os melhores relacionamentos e gestão ligadas ao meio ambiente.

1. Gestão ambiental – Nível de controle.

O nível de controle é compreendido como aquele em que a empresa está iniciando seu processo de gestão ambiental, buscando, primariamente controlar aquilo que se emite, aquilo que se devolve ao meio ambiente. São ações que se focam nas emissões de resíduos sólidos, líquidos e gasosos, por exemplo. Tais ações visam, primeiramente, evitar não incidir nas penalidades legais protetivas ao meio ambiente e também atuam como uma resposta, possuem um efeito reativo, às exigências da sociedade diretamente afetada por tais emissões. O nível de controle é caracterizado por se instalar, geralmente, na área produtiva da empresa.

2. Gestão ambiental – Nível de prevenção.

Neste segundo nível estão as ações que demonstram a efetiva internalização da gestão ambiental nos processos empresariais, principalmente no âmbito administrativo. Aqui, além da preocupação ambiental relacionada à sociedade afetada e à legislação ambiental em vigor, as ações adotadas visam a busca pela prevenção de problemas internos da empresa que possam ser desencadeados. A empresa passa a adotar critérios de responsabilidade ambiental junto às aquisições de matéria-prima e seleção de fornecedores. São realizadas auditorias internas para se mensurar e analisar o momento ambiental vivido.

3. Gestão ambiental – Nível de proatividade.

O último nível é considerado o nível de maturidade empresarial no quesito gestão ambiental. É conhecimento como nível de proatividade e destaca-se por ser a fase onde a empresa adota a questão ambiental e a sustentabilidade como parte da estratégia empresarial, sendo, inclusive, tema tratado e abordado pela alta gerência. A questão ambiental se dissemina por todos os âmbitos empresariais, não ficando apenas restrita a determinados departamentos ou áreas. A empresa não somente busca a eco-excelência como também se antecipa aos problemas ambientais que possam ocorrer, por meio de atitudes profiláticas.

Assim, é possível perceber todo o processo evolutivo de uma organização em relação a sua maturidade quanto a questões de gestão ambiental a partir das três fases apresentadas. Obviamente são fases abertas, não ocorrendo, necessária e exatamente cada uma delas da forma como descritas aqui. Tais apontamentos tem como objetivo criar um norte para a percepção e posterior tomada de decisão evolutiva.

Compartilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *