Crianças e o meio ambiente

Crianças influenciam seus pais em relação às mudanças climáticas

A importância das crianças para nossa sociedade é inquestionável. São as crianças de hoje os cidadãos e agentes de amanhã, nas mais diversas áreas, vivendo e tomando decisões que impactarão tanto suas vidas de uma forma singular quanto a sociedade como um todo.

Um artigo publicado na renomada revista Nature Climate Change elaborado por cientistas da Universidade da Carolina do Norte, nos EUA, demonstrou que as crianças exercem um importante papel quanto à conscientização sobre as mudanças climáticas dentro de suas famílias, pois, uma vez preocupadas com o tema, tendem a influenciar seus pais a também se preocuparem.

Considerando que o conteúdo que as crianças aprendem na escola pode, de fato, influenciar no dia a dia mais sustentável da família, pode-se considerar a educação ambiental uma ferramenta de mudanças nos hábitos e preocupações relacionadas ao meio ambiente para agora, e não somente para as próximas gerações.

Crianças que desenvolvam aprendizado sobre a importância da preservação ambiental não apenas serão cidadãos mais conscientes e preocupados com a natureza em um futuro próximo, mas também farão com que seus pais ajam desta forma, agora.

“Há trabalhos mostrando que as crianças podem influenciar o comportamento e as posições dos pais em questões ambientais e sociais, mas este é o primeiro estudo experimental demonstrando que a educação climática para crianças promove a preocupação dos pais sobre a mudança climática”, afirma Danielle Lawson, líder e autora da pesquisa.

O pensamento crítico é a chave para muitas mudanças sociais. Na seara ambiental não é diferente. É preciso estimular e educar crianças a pensarem a sociedade com fundamento no princípio do desenvolvimento sustentável, com a abordagem correta para cada idade.

Em nosso país, por exemplo, temos a Política Nacional de Educação Ambiental (Lei 9.795 de 1999), a qual entende como educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade.

Nosso dilema atual encontra-se justamente na transição entre o que é previsto pelos programas e pelas políticas de educação ambiental e a sua efetiva implementação. Em outras palavras, a dificuldade está em “tirar do papel” todas as ações programáticas previstas.

Pesquisa de 2011 denominada “Geração 5.0 – Os Novos Pilares da Infância”, realizada pelo canal infantil Nickelodeon concluiu que as crianças mexicanas são as mais engajadas com o meio ambiente (84%); as brasileiras, as menos preocupadas com isso (56%). Foram entrevistadas crianças de todos países da América Latina.


Compartilhar:

Postado em Educação ambiental.

Instituto Brasileiro de Sustentabilidade

Ver artigos por Instituto Brasileiro de Sustentabilidade

O INBS publica conteúdo de relevância em temas de sua atuação, principalmente meio ambiente e sustentabilidade, tendo como objetivo instruir e proporcionar conhecimento de qualidade a seu público.