5 termos verdes para não passar vergonha

Atualmente não há que se questionar sobre a importância de práticas sustentáveis em todos os âmbitos sociais. Assim, é muito comum que assuntos ligados ao tema se tornem objeto de conversas tanto formais – como em um ambiente de trabalho – quanto informais – em algum evento ou confraternização, por exemplo. Assim, iniciamos uma série de postagens buscando apresentar termos corriqueiros em tais conversas, os ditos termos verdes. Vamos lá?

Termos verdes

Agenda 21

Documento consolidado como diretriz para a mudança de rumos no desenvolvimento global para o século 21. Foi formulado como um grande plano de ação, por esforço de múltiplos atores, e divulgada para adesão durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro, em 1992, conhecida como ECO-92. Contém diretrizes para a promoção do desenvolvimento sustentável, passíveis de serem implementadas por qualquer órgão, organização ou governo engajados no movimento da sustentabilidade.

Carta da Terra

Declaração de princípios e valores lançada em 2000. É uma espécie de código ético planetário para a construção de uma sociedade justa, sustentável e pacífica que reconhece a proteção ambiental, os direitos humanos, o desenvolvimento equitativo e a paz como interdependentes.

Consumo consciente

Consumir de forma consciente é buscar o equilíbrio entre a sua satisfação pessoal e a sustentabilidade, maximizando as conseqüências positivas deste ato não só para si mesmo, mas também para as relações sociais, a economia e a natureza. O consumo consciente visa tanto a satisfação das necessidades de cada um e também a manutenção da disponibilidade dos recursos naturais para as futuras gerações.

Greenwashing

Trata-se de uma atividade de marketing enganosa onde a empresa, entidade pública ou do terceiro-setor, promove discursos, anúncios, ações, documentos, propagandas e campanhas publicitárias sobre ser ambientalmente/ecologicamente correta ou desenvolver ações corretas, embora não haja da forma como informa.

Eficiência energética

Criado em 1992, o termo está relacionado ao uso mais eficiente de materiais e energia, a fim de reduzir os custos econômicos e os impactos ambientais. Hoje o conceito é adotado por empresas no mundo todo para conseguir produzir mais gastando menos insumos e matérias-primas. A ecoeficiência se dá por meio dos 3Rs: reduzir o consumo, reutilizar o que for possível e reciclar.

Compartilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *